Porque Deus faz infinitamente mais do que pedimos ou pensamos...

Porque Deus faz infinitamente mais do que pedimos ou pensamos...
simplicidade

15/12/10

Quando tudo for...


Quando tudo for pedra, atira a primeira flor.

Quando tudo parecer caminhar errado, sê tu a dar o primeiro passo certo.

Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acende tu a primeira luz.

Quando todos estiverem chorando, tenta tu o primeiro sorriso. Talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que compreenda e de braços que confortem.

Se a vida inteira for um imenso não, não pares tu na busca do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se.

Quando ninguém souber coisa alguma, e tu souberes um pouquinho, sê o primeiro a ensinar, começando por aprender tu próprio, corrigindo-te a ti mesmo.

Quando alguém estiver angustiado à procura, consulta bem o que se passa, talvez seja em busca de ti mesmo que este teu amigo esteja.

Quando a terra estiver seca, que a tua mão seja a primeira a regá-la.

Oferece a tua mão primeiro para levantar quem caiu; a tua atenção primeiro para aquele que foi esquecido.

Sê tu o primeiro para aquele que não tem ninguém.

Quando tudo for espinhos, atira a primeira flor.

Sê o primeiro a mostrar que há um caminho de volta, compreendendo que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxílio possibilita, que o entendimento reconstrói.

Quando tudo for pedra, atira tu a primeira e decisiva flor.

(Desconheço o autor...)

31/10/10

Patos ou Águias?









No nosso dia-a-dia vamo-nos cruzando com diferentes pessoas que por um motivo ou outro vão deixando marcas nas nossas vidas. Uma boa maneira de avaliar o carácter das pessoas é ver como reagem diante das situações difíceis, diante dos problemas. Podemos distinguir dois tipos de pessoas: as pessoas-patos ou as pessoas-águias.
Quando um problema ou um conflito surge, os patos fazem: “qua, qua”, mergulham e afastam-se da situação, refugiam-se e desaparecem no matagal das desculpas esfarrapadas. Não gostam de dar a cara e concentram todas as suas poucas forças para esconder as próprias fraquezas com truques duvidosos e assim nada pode ser resolvido ou melhorado. Infelizmente este é o tipo de pessoas que mais encontramos por aí.

Raras são as “pessoas-águias”! Elas elevam-se no momento certo. Abrem as suas asas, levantam voo, encaram o problema com olhos bem abertos e inteligentes, procuram soluções e se necessário for arriscam para melhorar a sua vida. É claro que estas pessoas não são fáceis de dirigir ou de controlar, tal como as águias, mas são pessoas fortes que não têm medo de mostrar aquilo que são verdadeiramente. Não são pessoas que mudam de carácter conforme lhes dá mais jeito nem usam máscaras que escondem quem são. Apesar da solidão dos penhascos e da incompreensão dos outros, estas pessoas-águias são firmes e sabem valorizar com muita simplicidade o que a vida tem de melhor.
Que tipo de pessoa sou habitualmente: pato ou águia?

Aqui fica um dos meus poemas preferidos que ilustra bem a diferença entre patos e águias:

Porque, de Sophia de Mello Breyner Andersen

Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.

24/10/10

Olha as minhas pipoquinhas...














Força e coragem para amanhã,
o 1º dia do resto das vossas vidas!
Valeu a pena...
Nunca vos esquecerei.

07/10/10

Ser Milho ou Pipoca?


As pipocas são deliciosas, sem dúvida. Então quando acompanham um filme daqueles que se gosta mesmo, são ainda mais deliciosas! Há quem goste com açúcar, com caramelo, com doce de morango ou chocolate, com sal ou simples.

Mas, já pensou que uma pipoca deliciosa antes de ser pipoca foi milho – sim, milho duro, amarelo e pequenino. Para se transformar em pipoca foi necessário passar por um momento difícil, uma verdadeira prova de fogo: o milho foi aquecido em óleo a uma temperatura elevadíssima e depois teve de rebentar.

Coloque-se no lugar do milho dentro da panela: ele não sabe o que lhe vai acontecer, nem imagina que muito rapidamente perderá a sua forma, a sua cor, a sua dureza, para se transformar numa pipoquinha leve, branca e maleável! É mesmo uma grande transformação… Dentro daquela casca dura, o milho jamais poderia imaginar.

Isso faz-me pensar que na vida passamos por muitas situações como esta. Somos grãos de milho que se transformam em pipocas. E tudo graças às provas, aos momentos difíceis que passamos na vida que nos obrigam a crescer e a mudar, a recomeçar um novo caminho, a procurar soluções, a adaptarmo-nos a outras realidades. As grandes transformações da vida só acontecem quando passamos pelo fogo. Pode ser a perda de alguém, ou de um trabalho, ou um amor, ou o medo do futuro, a ansiedade, a depressão, uma desilusão, uma doença - tantas situações que nos assustam e nos fazem entrar em pânico.

Se pudéssemos recusavamo-nos a passar por isso, mas são esses momentos duros na vida que nos obrigam a crescer e a transformarmo-nos em algo melhor. Muitas vezes somos como o milho duro, não queremos amolecer, não queremos ser flexíveis diante do “fogo” que a vida nos lança sem qualquer aviso prévio. Mas quem não passa por esses momentos jamais poderá crescer. Será milho duro a vida inteira. Há muitas pessoas assim: já reparou que quando faz pipocas há sempre alguns grãos de milho que ficam intactos? Eles estiveram no calor e no fogo como os outros, mas recusaram-se a transformar e a mudar. E no fim para nada servem e vão para o lixo.

Assim são as pessoas que diante das provas permanecem intactas: ficam fechadas em si mesmas, na sua arrogância, na sua presunção, no seu orgulho. Não sabem o que irão perder, o quão maravilhosa poderia ser a vida se simplesmente tentassem mudar. E até doce e colorida, com múltiplos sabores…

Vale a pena deixar-se transformar em pipoca!!!

(Texto adaptado com base numa ilustração da internet)

28/09/10

A águia que pensava que era uma galinha...


Era uma vez um homem que ao passar por uma floresta encontrou um filhote de águia. Levou-o para casa e pô-lo no pátio, juntamente com as suas galinhas. O filhote de águia rapidamente aprendeu a comer milho e a agir como uma galinha.
Certo dia, passou por ali, um homem que se intrigou com a presença do estranho pássaro ali no meio das galinhas. Curioso, indagou:
- Esse pássaro é uma águia?
- Sim, mas eu criei-a como uma galinha. Ela já não é mais uma águia. Transformou-se numa galinha como as outras, apesar de ter asas enormes.
- Não, replicou o homem, ela é e será sempre uma águia, porque tem o coração de águia.
- Não, não, insistiu o dono, ela transformou-se numa galinha e jamais voltará a agir como águia.
- Mas veja as asas dela, ela está preparada para voar até às alturas.
- Então, faça-lhe um teste, veja lá se ela voa…
O homem pegou na águia, ergueu-a bem alto e desafiou-a:
- Como águia que és, pertences ao céu e não à terra, abre as tuas asas e voa bem alto!
A águia manteve-se quieta no braço do homem, olhando para baixo, e num impulso saltou para a beira das galinhas que debicavam o milho.
O dono comentou:
- Eu disse-lhe, ela tornou-se numa simples galinha!
- Não, tornou o homem, ela é uma águia, e uma águia será sempre uma águia. Amanhã voltamos a experimentar.
No dia seguinte, o homem voltou e elevou a águia o mais que pôde e sussurrou-lhe:
- Tu és uma águia, voa!
Mas quando a águia viu lá em baixo as galinhas, logo se escapou para junto delas.
O dono voltou à carga:
- Eu já lhe disse, ela nunca voará.
- Vamos experimentar mais uma vez. Mas vamos afastá-la das galinhas.
Decidiram levá-la ao pico de um monte. De novo o homem, ergueu-a no ar e disse-lhe:
-Voa!
A águia olhou ao redor. Tremia como se experimentasse uma nova vida… mas nem assim ela voou. O homem elevou-a ainda mais em direcção ao sol para que os seus olhos se enchessem de claridade e vastidão do horizonte. Nesse momento, ela abriu as asas trémulas, mas potentes, grasnou um som rouco, e ergueu-se soberana no ar. Voou, voou cada vez mais alto, voou até confundir-se com o azul do céu.
Deus criou-nos à Sua imagem. Mas às vezes esquecemo-nos disso e comportamo-nos como galinhas. E muitos passam a achar que são mesmo galinhas. Mas fomos criados para ser águias, voar nas alturas, chegar cada vez mais perto de Deus e viver uma vida com propósitos. Os que confiam em Deus sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam. Deus transforma vidas derrotadas em vidas vitoriosas. Por isso, pára de insistir em agir como galinha. Abre as tuas asas e voa como águia. Não te contentes com grãos. Abre as tuas asas e voa graciosamente. Voa para mais perto de Deus!

20/09/10

Tesouros...


A minha querida amiga Ione enviou-me esta pequena ilustração. Gostei tanto que decidi partilhar!

A família caminhava pela praia aproveitando o belo dia de sol. Pai,mãe e filhos.
As crianças apanhavam conchinhas - ou melhor, pedaços de conchinhas, uma vez que poucas estavam inteiras- e as seguravam nas pequenas mãos.
Ao olharem para a superfície da água, alguma coisa chamou a atenção deles. Sim, linda,ali flutuando,estava uma estrela do mar.
Rapidamente o filho mais velho saiu correndo dizendo: "ela é minha!!!!", e ria feliz. O pai então o incentivou a que entrasse na água e fosse buscá-la.
A criança foi. Caminhou um pouco,mas hesitou e voltou. O pai insistiu com ele, que animado fez nova tentativa. Dessa vez caminhou mais um pouco. Mas novamente desistiu.
O pai, continuou:"vai em frente filho, qual é o problema?" Mais uma vez encorajado, o menino foi. Chegou bem perto...e desistiu.
O pai, carinhosamente, tornou a perguntar:
-"Filho, qual é o problema?Por que não apanhou a estrela?"
E a criança respondeu:
-"É que estou com a mão cheia de conchinhas"...

Fiquei pensando nessa conversa entre pai e filho. Interessante,não?

Quantas vezes seguramos "conchinhas", achamos que elas são tão lindas,tão importantes, e deixamos de abrir as nossas mãos para receber algo muito mais valioso.

Que "conchinhas" temos nas nossas mãos? Que tesouro julgamos tão valioso que nos impede de "abrir as mãos" para receber o que Deus tem pra nós?

Vamos pensar a respeito disto? Vamos abrir nossas mãos?

Mateus 6:21 nos diz: "Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração" (Palavras de Jesus)

31/08/10

Fragilidade



Não podes controlar a longitude da tua vida, mas podes controlar a sua altura e a sua profundidade.
Não podes controlar o contorno do teu rosto, mas podes controlar as suas expressões.
Não podes controlar as oportunidades de outras pessoas, mas podes aproveitar todas as oportunidades que tens.
Não podes controlar o clima, mas podes controlar a atmosfera moral que te rodeia.
Não podes controlar os erros que os outros cometem, mas podes evitar qualquer falta tua que magoe os outros ou a ti próprio.
Não podes controlar que venham tempos difíceis, mas podes prepara-te para quando chegarem.
Não podes controlar o passado, nem o futuro, mas podes viver o presente com confiança.
Há tantas coisas que dependem de ti e que podes controlar. Por que te preocupas tanto com aquilo que não está nas tuas mãos?

22/05/10

Um Passeio de Bicicleta


No princípio, eu achava que Deus era como um juiz que observava tudo o que eu fazia e não perdia de vista o meu caminho que eu próprio sem grande preocupação traçava. Desse modo, achava eu que, quando morresse, Ele decidiria se eu merecia ir para o Céu ou para o Inferno.

Mais tarde, quando eu conheci Deus melhor, percebi que a vida era como um passeio de bicicleta para duas pessoas e Deus seguia comigo no banco de trás, ajudando-me a pedalar pelo caminho. No entanto, sentia-me inseguro, sem saber muito bem a direcção que devia tomar.

Então, um dia, Deus sugeriu que trocássemos de lugar, e a minha vida não foi a mesma desde então: dirigido pelo Seu poder, o caminho tornou-se muito mais emocionante! Antes, quando era eu que guiava, procurava o caminho mais curto e rápido para evitar qualquer problema. Na realidade, era nessas minhas escolhas que eu arranjava os problemas. Mas quando Deus assumiu o comando, Ele conhecia atalhos maravilhosos. Passei a subir montanhas e a atravessar terrenos pedregosos a grande velocidade. Sentia medo e pensava em desistir, mas Ele dizia: "Continua a pedalar!" Então, eu perguntava, preocupado e ansioso: "Senhor, onde me estás a levar?" Deus apenas sorria, e mesmo sem respostas claras, eu decidia confiar Nele, entregando-lhe plenamente o meu caminho.

Hoje, continuo a ser guiado pelo Mestre dos mestres. Se me assusto, Ele vira-se para trás e toca na minha mão com a sua Mão suave e firme. Se me sinto cansado, Ele refresca-me com a Água da Vida e o meu fardo fica mais leve! O Senhor conhece todos os "segredos" do caminho, e sabe como inclinar a bicicleta para fazer curvas fechadas, desviá-la para evitar lugares cheios de pedras, aumentar a velocidade para encurtar os vales da dor, pedalar devagar para eu aproveitar as paisagens da alegria e paz e sentir a brisa fresca do Seu amor renovador.

Ao longo desta jornada, aprendi a calar-me e a não interrogar as opções que o Comandante toma e prossigo conforme as forças que Ele me dá. Deus é o companheiro constante que me anima a continuar e me ampara quando pedalo mais inseguro. E quando sinto que não posso mais seguir em frente, Ele apenas sorri e diz: “Continua a pedalar”, porque “Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar”. Isaías 48:17
(Autor desconhecido)

13/05/10

Adiar


AGORA

Se queres dar-me uma flor
Dá-ma antes que eu morra...
Se podes hoje fazer o milagre
De um sorriso num rosto que chora,
Não coloques flores sobre tumbas -
Se queres dar-me uma flor, fá-lo agora!

Se podes dar lar a um órfão,
Abrigo a um pobre que geme lá fora,
Não encolhas a mão - Deus está vendo -
Se podes dar-me uma flor, fá-lo agora!

Se conheces o Eterno Caminho
Que leva ao templo onde a alegria mora,
Não guardes, egoísta, o teu segredo -
Se podes dar-me uma flor, fá-lo agora!

Se podes dizer uma frase linda,
Algo que faça a tristeza ir embora,
Di-la enquanto posso agradecer sorrindo -
Se podes dar-me uma flor, fá-lo agora!

O que farei das orações e das flores
Quando do mundo eu já não mais for?
Aos pés de Deus eu as terei tão lindas
Que não precisarei do teu amor.

Não esperes o instante da partida:
Se podes fazer-me feliz, faz-me agora.
Para quê chorar de remorso e saudade?
Custa tão pouco a felicidade:
Dá-me uma flor antes que eu vá embora!

(poema de Myrtes Mathias, poetisa brasileira)

Passamos a vida a adiar certas coisas. Sabemos que temos de as fazer, mas hoje não. Talvez amanhã, ou depois, ou depois... Haveremos de arranjar tempo para as fazer. Mas há coisas na nossa vida que são inadiáveis. Há coisas que temos de arrumar e organizar urgentemente antes que o caos se instale de vez. Há coisas que temos de deitar fora, porque já estão a mais, já estorvam, já pesam. Há decisões a tomar. Há coisas a enfrentar. Amanhã, talvez - quem pode saber se amanhã ainda cá está? Que seja hoje! De vez... O tempo não pára e também não volta atrás. Que diferença podem fazer nas nossas vidas as palavras "hoje" e "agora"?! Eu quero aprender a fazer essa troca e deitar fora de vez o "amanhã" e o "talvez" hoje mesmo, agora mesmo.





29/04/10

Ainda os Lírios...


Veja a 1ª parte desta meditação e os comentários aqui:
http://projectovidastransformadas.blogspot.com/2010/04/para-meditar.html

Conta-se que um monge plantou uma oliveira ainda pequenina.
- Senhor, orou ele, ela precisa de chuva, para que as suas raízes tenras possam beber e crescer fortes. Manda chuvas brandas.
E o Senhor mandou-lhe chuvas brandas.
- Senhor, orou o monge, minha planta precisa de sol. Peço-Te, manda sol.
E o sol brilhou, dourando as nuvenzinhas chuvosas.
- Agora neve, meu Senhor, para fortalecer os seus tecidos, pediu o monge.
E lá ficou a plantinha coberta de neve brilhante. Mas, com o tempo, o monge reparou que a sua plantinha começou a secar, a mirrar e acabou por morrer.
Ele só tinha pedido coisas boas para a arvorezinha, porque é que ela morreu?
Então, o monge foi ao quarto de outro irmão e contou-lhe a estranha experiência.
- Eu também plantei uma arvorezinha, disse o outro, e olha como está viçosa! Mas eu confio a minha planta ao Deus que a criou. Ele que a fez, sabe do que ela precisa, muito melhor do que um homem como eu. Não impus condições. Não estabeleci meios ou maneiras. Não pedi isto ou aquilo. Apenas orei: - Senhor, manda-lhe o que ela necessita, sol ou chuva, vento ou neve. Tu a fizeste e Tu sabes.

Como o monge, preocupamo-nos de mais em pedir a Deus isto e aquilo que achamos que é o melhor para nós. Às vezes, Deus concede-nos esses desejos para que percebamos que na realidade isso não era bom. Mas pensa por um pouco: se Deus nos criou, Ele conhece perfeitamente aquilo de que precisamos para viver. Ele ama-nos e cuida de nós, tal como Ele faz com os lírios, que hoje nascem, crescem e logo morrem. Por isso, Jesus disse:
Quanto mais valeis vós do que os lírios!

Faz como os lírios,
Deixa com o Senhor!
Eles crescem... crescem...
Quer no sol... na chuva...
Crescem e são cuidados.
Deixa com o Senhor!
Muito mais que aos lírios,
Deus te tem amor!
Ele é quem trabalha
Para quem n’Ele espera.
Sem temor, descansa...
Deixa com o Senhor!

Meditação adaptada de “Mananciais no Deserto”

22/04/10

Pequenos gestos com muita sabedoria...

... para com os filhos ou simplesmente para com aqueles que estão mesmo ao nosso lado.



Para ampliar clique na imagem...

13/04/10

Para meditar...



"Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado* ao curso da sua vida? Se, portanto, nada podeis fazer quanto às coisas mínimas, por que andais ansiosos pelas outras? Observai os lírios: eles não fiam, nem tecem. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer um deles. Ora, se Deus veste assim a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais tratando-se de vós, homens de pequena fé."
Palavras de Jesus aos seus discípulos
(Lucas 12: 25-28)
* Côvado é uma medida antiga que equivale a 2 palmos.
Estas fotografias ficaram fantásticas, nem parecem tiradas por mim, mas foram... confesso a máquina era muito boa!

03/04/10

A História da Cruz

Era uma vez uma noite muita escura.
No Getsêmani,
por entre sombras do jardim,
seguem alguns homens.
À frente vai o Senhor Jesus.
Dentro de poucas horas estará pregado sobre a cruz,
no alto do Gólgota,
suspenso entre a terra e o céu,
abandonado por todos,
e pelo Pai…
Mas segue em frente,
escolhe um recanto,
dobra os joelhos e ora:
“Pai, se queres, passa de mim este cálice,
todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.”

E logo um anjo veio e confortou-O.
Era preciso que Ele chegasse até ao Calvário.
Era preciso que as Suas mãos
e os Seus pés fossem traspassados.
Era preciso que a Sua fronte fosse coroada,
Não como uma coroa de ouro,uma coroa de glória,
mas uma coroa de espinhos!

Depois chegaram os que vinham prendê-Lo,
com paus, com cordas, com espadas.
Era a hora do poder das trevas.
E assim o levaram.

Era uma vez,
há dois mil anos,
num dia como hoje,
um dia que amanheceu devagar,
sem pressa,
um dia em que o sol se ergueu
e brilhou sobre a terra.
pelas ruas de Jerusalém
O Senhor carrega a cruz,
a cruz que era tua,
a cruz que era minha.
Subiu o monte do Calvário
e deixou que O pregassem sobre o madeiro.
Deixou que O caluniassem,
que O levantassem sobre a cruz
e O pendurassem entre dois malfeitores.
Depois veio o abandono e o juízo do Pai,
castigando n’Ele o pecado do mundo,
o teu pecado,
o meu pecado.
Depois foram as palavras:
“Está consumado!”

Sim, tudo estava feito.
Toda a justiça estava cumprida.
Todo o pecado expiado.
Depois foi a morte:
“Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito” – e expirou.
Depois foi o túmulo
e o silêncio…

Mas depois foi o terceiro dia!
Foi a pedra do sepulcro afastada!
Foi a sepultura vazia!
Foi a vitória total sobre a morte,
sobre o reino das trevas!
Foi a boa-nova correndo de boca em boca:
“Está vivo!”
“Ressuscitou!”
“Aleluia!”

E hoje?
Onde está este Senhor que assim te quis salvar?
Hoje vive e espera por ti.
Espera que o convides a entrar na tua vida,
que O deixes salvar-te e reinar na tua alma,
que O deixes encher-te de paz,
que O deixes guiar-te e mostrar-te as Suas maravilhas!
Hoje mesmo!
Agora mesmo!


Clarisse Barros - Usado com permissão

29/03/10

O Quadro

Certo homem tinha pintado um lindo quadro. No dia da apresentação ao público, compareceram muitas pessoas para o momento: as autoridades locais, os fotógrafos, os jornalistas, e muitas outras pessoas, pois o pintor era um grande artista. Chegado o grande momento, tirou-se o pano que escondia o quadro. Logo se ouviu um caloroso aplauso.
Tratava-se de uma impressionante figura de Jesus que batia suavemente à porta de uma casa. Parecia mesmo vivo e real. Com o ouvido junto à porta, Jesus parecia querer ouvir se dentro da casa alguém respondia.
Os elogios repetiam-se. Todos admiravam a obra de arte.
Porém, um observador curioso reparou que o quadro tinha uma falha: a porta não tinha fechadura!
Então, decidiu questionar o artista:
- Esqueceu-se de pintar uma fechadura na porta! Como poderá Jesus abri-la?
- É assim mesmo, respondeu o pintor, esta é a porta do coração humano. Só se abre do lado de dentro...

Jesus diz:
“Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo.”
Apoc. 3:20
Vais abrir a porta do teu coração e deixar Jesus entrar na tua vida?

21/03/10

Olhe!








Olhe para trás…
Veja os obstáculos que já superou.
Veja quanto já aprendeu nesta vida
e o quanto já cresceu.

Olhe para a frente…
Não fique parado.
Levante-se quando tropeçar e cair.
Estabeleça metas, trace planos
e prossiga com firmeza.

Olhe para dentro…
Conheça o seu coração
e analise os seus projectos.
Mantenha os seus sentimentos puros.
Não deixe que o orgulho, a vaidade
ou a inveja dominem o seu coração.

Olhe para o lado…
Socorra quem precisa de si.
Ame o seu próximo
E seja sensível para perceber
as necessidades daqueles que o cercam.

Olhe para baixo…
Não passe por cima de ninguém.
Perceba as pequenas coisas da vida
e aprenda a valorizá-las.

Olhe para cima…
Há um Deus maior do que tudo
e que o ama muito.
Todas as coisas estão sob o seu controle.

Olhe para Deus…
Perceba a profundidade, a riqueza
e o poder da bondade de Deus.
Sinta que Ele olha por si
Todos os dias da sua vida!


(Autor desconhecido)

13/03/10

Prosseguir



Por mais que lhe contem tristezas, prossiga sorrindo.
Por mais que o tratem com rancor, prossiga perdoando.
Por mais que o rodeiem decepções, prossiga confiando.
Por mais que o intimidem com o fracasso, prossiga apostando na vitória.
Por mais que lhe apontem erros, prossiga erguendo-se em cada dia.
Por mais que lhe retribuam com ingratidão, prossiga ajudando os outros.
Por mais que lhe anunciem a miséria, prossiga vendo o lado bom da vida.
Por mais que lhe mostrem destruição, prossiga construindo.
Por mais que lhe acenem as doenças, prossiga reflectindo saúde.
Por mais que lhe exibam ignorância, prossiga tomando decisões sábias.
Por mais que o assustem com a velhice, prossiga sentindo-se jovem.
Por mais que plantem o mal, prossiga semeando o bem.
Por mais que lhe contem mentiras, prossiga promovendo a verdade.
Por mais difícil que lhe pareçam estas tarefas,
prossiga acreditando na capacidade que Deus lhe deu para as cumprir.



(Autor desconhecido)

04/03/10

VIDA


Este versículo da Bíblia dá que pensar...

“Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida?
Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa.”
Tiago 4:14

Qual
é a tua definição de VIDA?

(Obrigada pelas vossas respostas...)
Há quem diga que a vida é uma viagem, um circo ou uma montanha russa. Há pessoas que consideram que a vida é um campo de batalha por causa dos muitos problemas; outras comparam-na a um carrossel pela constante diversão; outras, ainda, a um baralho de cartas, pois é tudo uma questão de azar ou sorte...

Recentemente, li uma frase que dizia "A vida não permite ensaios." E gosto da famosa frase de Shakespeare: "A vida inteira é um palco".

A forma como olhamos para a vida determina como vivemos cada dia. Por isso, acho que vale a pena pensar como definimos a nossa vida.

A Bíblia apresenta várias definições de vida. Quase todas sugerem que ela é BREVE. Por exemplo, este versículo aqui citado: "uma neblina" que logo desaparece. Noutros versículos bíblicos, encontramos a metáfora da vida como "uma sombra" ou "um sopro". De facto a vida é temporária. Quando Deus nos criou, Ele determinou o nosso tempo de vida. E esse tempo passa a correr, por isso não o podemos desperdiçar. Temos de procurar ser sábios nas escolhas que fazemos e nas decisões que tomamos porque cada dia, cada hora, cada minuto conta. Não há momentos insignificantes. E tudo quanto fazemos e decidimos hoje terá uma implicação amanhã.

Alguém disse também disse que a vida é um TESTE. Interessante, não?!

Isso significa que devemos olhar para tudo o que nos acontece, fazemos ou dizemos, reagimos ou pensamos, como situações em que somos avaliados. Aquilo que somos, o nosso carácter, os nossos valores são postos à prova. Por isso, cada momento é uma OPORTUNIDADE para crescermos e passarmos nesse teste. Deus vê todas as coisas. Ele testa-nos a cada passo. Precisamos de ter coragem e ser fortes para viver uma vida correcta diante de Deus. Ele não promete que o caminho será fácil e sem pedras, mas garante que estará sempre ao nosso lado e que caminhará connosco. E esta promessa dá segurança e alegria para prosseguir. Por isso, Jesus disse: "...Eu vim para que tenham VIDA EM ABUNDÂNCIA.

E, já agora, deixo-vos mais uma pergunta para pensarem (e partilharem se quiserem):

O que será isto de uma Vida em Abundância?

24/02/10

Transformação










Àquele que não desiste de mim


Senhor,
eu sei que Tu não desistes de mim.
Ainda que todos o façam.
Ainda que todos se cansem de compreender,
de perdoar,
de ouvir,
de socorrer.
Ainda que todos percam a esperança
de que eu possa melhorar e até vencer,
Tu continuas a aperfeiçoar a imagem do Teu filho em mim -
tantas vezes reflectida distorcidamente nos meus actos,
nas minhas palavras…por inteira culpa.
Tu não desistes de mim, Senhor.
Ainda me queres transformar,
mesmo sabendo quando eu falho,
mesmo sabendo quanto eu falho.
Tu não desistes do trabalho de me moldar.
Quem – se não Tu – faria tal coisa por mim?
Quem tomaria a minha vida complicada,
emaranhada,
e o meu ego rebelde entre as mãos
e trabalharia sem cessar a meu favor?
Eu sei, Senhor – só Tu, o meu Senhor –
sem pressa em me julgar,
sem pressa em castigar,
corrigindo brandamente, com amor,
mostrando-me o caminho passo a passo,
querendo guiar sempre o que eu digo e o que eu faço,
para que a imagem de Cristo se veja em mim.

Obrigada,
porque eu sei que nunca desistirás de mim.
E sempre que eu correr para Ti com a alma quebrantada,
ali Te acharei, Senhor, como Pai de amor,
disposto a continuar a obra começada –
sem jamais desistir de mim!

Clarisse Barros

(Usado com permissão)